Não Posso Andar, Mas meu Pensamento Vai Aonde eu Quiser

Roberto Rodrigues Rios*

Senhor, eu te agradeço.

Não posso andar, mas meu pensamento vai aonde eu quiser.

Não me levanto, mas meu espírito sobe em busca de luz.

Não sinto parte do meu corpo, mas o amor que me rodeia me toca por inteiro.

Minha voz pode ecoar no universo em favor do meu irmão.

Meus braços podem abraçar a humanidade.

Meu trabalho é grande e pode ficar muito maior, porque tenho grande quantidade de energia, pois ela emana de ti, fonte inesgotável.

Senhor eu te agradeço por me ensinar a reparar nas partes mais sutis do meu ser, e por desviar minha atenção egocêntrica, ampliando minha visão para a família humana.

Senhor eu te agradeço, porque o Senhor me criou para ser útil e agora eu tenho plena consciência disso.

Senhor eu sinto dores, mas elas também tem a sua utilidade:

- Evidencia o amor de minha esposa e filhos.

- Fortalece-me a esperança.

- Acredito na ciência.

- Hoje, dou atenção às dores dos outros, porque sei a dificuldade de não ser compreendido. Vejo com bons olhos a insensibilidade, o egoísmo, a indiferença e as reclamações supérfluas instaladas em amigos que me rodeiam, porque sei que eles ainda acordarão com um chamado Seu.

*Roberto Rios é deficiente físico, jornalista, radialista e palestrante espírita.

Atenção: Para ler outros artigos de Roberto Rios, entre em www.saci.org.br

 

Copyright © 2010: Centro Espírita Ismael
Blog Facebook Twitter