Ensinamento Moral
Unidade de Princípios das Religiões

1. Allan kardec, na introdução de O Evangelho Segundo o Espiritismo, diz que as matérias contidas nos Evangelhos podem ser divididas em cinco partes: os atos comuns da vida de Cristo, os milagres, as profecias, as palavras que serviram para o estabelecimento dos dogmas da Igreja e o ensinamento moral. Das cinco partes, somente o ensinamento moral permanece inatacável; as outras estão fadadas à controvérsia. Deduz-se que a unidade de princípios de todas as religiões é um código de moral universal, sem distinção de culto.

2. Partindo desse pressuposto, as religiões podem ter diferenças substanciais do ponto de vista filosófico, pois cada uma delas fundamenta-se em seus próprios dogmas. O preceito moral, porém, está acima das lucubrações filosóficas, pois advém da Lei Divina ou Natural. Embora as religiões sejam elaboradas pelos seres humanos, todas têm origem numa inspiração divina. Tirando o fanatismo, os dogmas e o proselitismo, fica o essencial, que é o código de moral universal.

3. O livro de Jeffrey Moses, "Unidade: os Princípios Comuns a todas as Religiões", que contém 64 princípios comparados, vem corroborar a tese de Allan Kardec. Eis alguns deles: "A regra de ouro", "ama o teu próximo", "há um só Deus", "é melhor dar do que receber", "o Reino do Céu está dentro de nós", "colhemos aquilo que semeamos", "a verdade é universal", "honra teu pai e tua mãe", "ama os teus inimigos", "nem só de pão vive o homem", "bem-aventurado aquele que perdoa" e "Deus é amor".

4. Escolhamos três desses princípios:

1) A REGRA DE OURO

Faz aos outros tudo o que queres que te façam, porque esta é a lei e os profetas. (Cristianismo)

Não faças ao teu próximo aquilo que te fere. Esse princípio é a Torá em sua totalidade, o resto não passa de explicação. (Judaísmo)

Faz a todos o que gostarias que te fizessem, e rejeita para os outros o que rejeitarias para ti mesmo. (Islamismo)

Não firas o próximo com aquilo que te causa sofrimento. (Budismo)

Tse Kung perguntou: "Existe algum princípio que sirva de conduta para a vida?" Confúcio respondeu: "Seria o princípio da Reciprocidade? – O que não desejas que te façam não o faças a outrem." (Confucionismo)

Esta é a síntese de toda a verdadeira retidão:

Trata o próximo como esperas ser tratado.

Não faças ao próximo nada que

Não desejes que ele te faça. (Hinduismo)

Trata os outros como esperas ser tratado. (Siquismo)

Um homem deve pensar em tratar todas as criaturas como ele próprio gostaria de ser tratado. (Jainismo)

Considera o ganho do próximo como sendo o teu próprio ganho; e considera a perda do próximo como sendo a tua própria perda, como se estivesse no lugar dele. (Taoísmo)

Não atribuas a outra alma o que não atribuirias a ti. (Bahaísmo)

2) AMA O TEU PRÓXIMO

Amarás o teu próximo como a ti mesmo. (Judaísmo)

Eu vos dou novo mandamento: amai-vos uns aos outros como eu vos amei... Assim sereis reconhecidos como meus discípulos, se tiverdes o mesmo amor uns pelos outros. (Cristianismo)

Um homem adquire uma boa regra de conduta quando vê o próximo como a si mesmo. (Hinduismo)

Só é feliz o homem pleno de amor por todas as coisas do mundo e que pratica a virtude em benefício dos outros. (Budismo)

Procura estar em harmonia com todos; sê amigo dos teus irmãos. (Confucionismo)

Ninguém é crente se não tiver amor ao próximo e se não amar seu irmão tal como ele é. (Islamismo)

3) O REINO DO CÉU ESTÁ DENTRO DE NÓS

O Reino de Deus não aparece visivelmente, nem dirão "Ei-lo aqui" ou "Ei-lo ali", porque o Reino de Deus está dentro de vós. (Cristianismo)

O que o homem pouco evoluído busca está do lado de fora; o que o homem evoluído busca está dentro dele mesmo. (Confucionismo)

Se pensas que a Lei está fora de ti, não é a Lei absoluta que estás seguindo, mas algum ensinamento inferior. (Budismo)

Se os seres humanos conhecessem seus próprios segredos ocultos, jamais olhariam para qualquer outro lugar em busca de felicidade e paz. (Sufismo)

Deus permanece oculto no coração de todos. (Hinduismo)

Deus está no teu coração, e no entanto tu procuras por Ele no deserto. (Siqusimo)

(Org. por Sérgio Biagi Gregório)

Fevereiro de 2010

Copyright © 2010: Centro Espírita Ismael
Blog Facebook Twitter